O Poder Realizador de Sonhos

summit-1209168_1920

Você se acha uma pessoa sonhadora? Não estou perguntando se tem muitos sonhos, se tiver um sonho apenas, já é um sonhador. Existem variados tipos de sonhos: casar, ter filhos, morar fora do seu País de origem, montar um negócio próprio. Sonhos podem ser grandiosos ou pequenos, porém quase sempre ao olhar do sonhador, o sonho é impossível de realizar. Algo muito comum acontece com 90% dos sonhadores, a dificuldade de concretizar, empreender e tirar do papel. Chamo isso de “Poder Realizador” e é uma das fontes infinitas. O Poder Realizador não se aplica apenas no empreendedorismo, se aplica na vida de forma geral. Todo mundo veio para realizar algo, por mais que você diga que não é um realizador, em algum momento da vida você vai precisar concretizar algo, vai enfrentar obstáculos interiores e exteriores e vai precisar usar o seu Poder Realizador.Sonhadores são extraordinários, porém costumam ficar tempo demais sonhando e esquecem ou não conseguem colocá-los em prática, sentem dificuldade em dar o primeiro passo, sair da estaca zero. Uma boa notícia: homens como Steve Jobs, Henry Ford e muitos outros também já passaram por isso e realmente são poucos aqueles determinados a iniciar os planos bases para realizar o que desejam. Uma das coisas que você precisa entender definitivamente é que: “Um sonho é só um sonho se ele não for realizado, uma ideia é só uma ideia se não for tirada da cabeça”, e como tirar? Como usar o Poder Realizado?

  • Liste seus sonhos. Tire-os do campo da mente, coloque eles no papel, escrevendo ou usando imagens;
  • Organize seus sonhos. Sonhos costumam ser dispersos, sem muita forma, as vezes são desejos que não apontam para lugar nenhum. Organize, torne seu sonho em um plano;
  • Responda as seguintes perguntas. Quais são os caminhos que você precisa trilhar e quais decisões você precisa tomar para que esse sonho se realize,
  • Tenha consciência. Decisões podem ser dolorosas por tirar você da sua zona de conforto ou estar ligada a outras pessoas;
  • Acredite em si próprio;
  • O primeiro passo é fundamental, mesmo que você cometa erros vai ser bem melhor do que ficar parado;
  • Não saia espalhando seus sonhos para todos ao seu redor e deixe para comemorar depois que conquistá-lo;
  • O Poder Realizador é decidir fazer independente do resultado, é perder o medo do fracasso;
  • E por fim, persista em seu sonho. Ele pode demorar a se realizar, mas com bastante persistência você chega onde quiser.

Uma história para motivar:

Com 8 anos e meio ele fugiu de casa, em Porto Alegre, para se aventurar em São Paulo. Ele trabalhou com tudo para sobreviver: lavava carro, vendia jornais, engraxava sapato. Nessa época, ele dormia em um albergue debaixo do viaduto e carrega até hoje marcas de cigarro que usavam para acordá-lo. Em meio a tantas dificuldades, encontrou um caminho. Um dia na praça da Sé ele conheceu o Seu Manuel, para quem contou que havia fugido de casa, mas que não queria voltar. O aposentado o ajudou oferecendo trabalho em sua própria casa, onde Eloi ficou até os 11 anos de idade.

Quando completou 12 anos, foi para o Rio de Janeiro tentar a sorte. Arranjou emprego lavando e guardando carros e foi quando ele conheceu um guia turístico que veio a ser seu padrinho de casamento. “Ele me deu um pouco de oportunidade: me apresentou para a vovó Stella”. Essa foi a grande chance que Eloi teve de sair das ruas. Vovó Stella o ajudou com lugar pra dormir, dentista e até estudo. Ele dormiu durante muito tempo em um sofá de 2 lugares. Ela dizia: “você vai arrumar esses dentes e vai parar de falar ‘carça’, carsão’ e ‘sordado’”. Com toda a ajuda, ele teve a oportunidade de aprender a ser office boy e ficou lá até os 17 anos de idade.

As dificuldades indicaram caminhos e Eloi encontrou no turismo uma oportunidade. Ele via que as agências de turismo não sabiam vender. “Em um empreendedor é fundamental isso: acreditar no que gosta e ir atrás. Não desistir nunca”. Para ele, o empreendedor precisa ser também um vendedor. “Eu acredito que o empreendedor precisa vender aquilo que ele construiu, aquilo que ele sonhou, o que ele empreendeu”.

“Eu tive uma trajetória extremamente difícil, mas eu posso dizer que foi uma grande oportunidade para mim. Eu consegui fazer muita coisa, e das coisas que eu fiz, eu aprendi. Aprendi que para conseguir alguma coisa você tem que guardar sua humildade. A arrogância é a maior ignorância de alguém. E eu sempre guardo isso comigo”. Hoje em dia, em todas as Flytours tem um sofá na entrada. Todas as manhãs, quando Eloi chega no trabalho: “eu olho pra ele e já fico humilde. Na hora, lembro de onde saí”.

Hoje Eloi fatura 4 Bilhões por ano com a Agência de Viagem Flytour.

 Gostou dessa postagem curta e compartilhe nas redes sociais:

Instagram: @fontesinfinitas / facebook.com/fontesinfinitas

O blog Fontes Infinitas é feito por Jean Vale

Fale Comigo: jeanvale@gmail.com

Instagram: @jeanvale / facebook.com/jeanvale / Linkedin: jeanvale / Twitter: @jeanvale

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s